(31) 98654-0010
contato@associacaobairroburitis.com.br

Coleta Seletiva Buritis

Coleta Seletiva Buritis

coleta-seletiva

Reduzir o impacto ambiental, o volume de lixo gerado na cidade, aumentar a vida útil do aterro sanitário e o mais importante: proporcionar a dezenas de famílias carentes trabalho, renda e melhor qualidade de vida. Esses são os principais objetivos do Projeto Recicla Buritis. Um projeto ousado, independente que contou com a garra e persistência de alguns voluntários da ABB e dos catadores da Coopemar, a credibilidade de parceiros e com o principal: a adesão dos moradores do bairro Buritis.

Breve histórico

  • Agosto de 2004 – o projeto de coleta seletiva “Recicla Buritis”, é implantado pela ABB em parceria com a Coopemar – Cooperativa de Catadores de Material Reciclável da Região Oeste de Belo Horizonte, de forma autônoma e independente do poder público, contando com apoio de parceiros e da comunidade. Iniciou em 12 ruas do bairro, com 8 catadores. A coleta, realizada nos condomínios e com caminhão bastante precário da Coopemar atingiu uma média de 4t/mês, nos 3 primeiros meses.
  • Dezembro de 2004 – O projeto ganha o “Prêmio de Gentileza Urbana”, promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil –IAB/MG. Catadores da Coopemar e diretoria da ABB recebem o prêmio das mãos do prefeito Fernando Pimentel. A média de material que deixa de ir para o aterro sanitário chega a 8 toneladas/mês.
  •   Janeiro de 2005 –  o projeto Recicla Buritis é destaque no V Fórum Social Mundial, ocorrido em Porto Alegre (RS), apresentado na plenária “Lixo & Cidadania”.
  • Setembro de 2005 – projeto classificado dentre os 10 finalistas do prêmio “Melhores práticas em gestão local” da Caixa Econômica Federal em Minas Gerais. Média de material chega a 13 toneladas/mês.
  • Em abril de 2007 a PBH/SLU reconheceu o trabalho da ABB e COOPEMAR e os excelentes resultados obtidos em 3 anos de coleta (mais de 253 toneladas de material) e assumiu a coleta seletiva, ampliando-a para todo o bairro Buritis, parte do Estoril e região. Todo o material passou a ser coletado em caminhão da SLU e entregue diretamente no galpão da COOPEMAR.
  •   Março 2009 – Cerca de 80 toneladas/mês de materiais recicláveis, coletados pela SLU nas regionais Oeste e parte da Centro sul são levados para a Coopemar, gerando trabalho e renda para quase 50 famílias de catadores, a maioria mulheres chefe de família. A Coopemar continua recebendo apoio da ABB.
CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter